bem-vindo
servicos
mar_dengue_960x140
transporte-escolar
940x160valdosprof
940x160valorizacaoservidor
940x160mju94anos
campanhaagasalho2018b_940x160
940x160colseletiva2018
940x160queimadas
940x160iptu6parcela

Em 2018, merenda escolar vai aumentar a compra dos pequenos produtores.

27164016_2048114592115295_79630666414893212_o
Em reunião realizada na tarde desta segunda feira (29), com os responsáveis dos setores envolvidos com os pequenos produtores e da merenda escolar, fizeram o fechamento de 2017 e discutiram as compras da merenda escolar de 2018.
Segundo as informações do Diretor do Departamento Agropecuário Municipal Eloar Castelaci, foram analisados, através do programa de alimentação escolar, os desafios e as potencialidades da alimentação escolar sobre problemas associados à produção e o desenvolvimento rural aqueles relacionados ao consumo e à saúde pública.
Em 2017, foram consumidos para merenda escolar, produtos oriundos dos pequenos produtores 345.962,88, o que corresponde a 52,73% do total, alei determina 30%, o município gastou 22,73 a mais, dinheiro que está transformando a vida de pequenos produtores de assentamentos e da região urbana de Maracaju.
Ainda de acordo com as informações, para 2018 a meta é aumentar a quantia de compra e conseqüentemente o valor gasto, outro fator importante é o frango caipira que fará parte da merenda escolar, projeto da UFMS em parceria com a Prefeitura de Maracaju.
Para o prefeito Maurílio Ferreira Azambuja, a merenda escolar, assim como as feiras livres, são fatores determinantes para manter o pequeno produtor. “ A lei diz até 30%, mas aqui em Maracaju nos passamos longe desse numero, damos o maior suporte possível ao pequeno e vamos continuar assim, além do que, sabemos que com isso teremos qualidade na merenda de nossas crianças e lucro ao pequeno produtor mantendo ele no campo, onde ele gosta de estar, ali é seu mundo”, disse o prefeito.

Participaram da reunião, o Diretor do Departamento Agropecuário da Prefeitura Municipal Eloar Castelaci, a Engenheira Agrônoma da Agraer Eneida Vasconcelos, a Técnica Agrícola em Agropecuária da Agraer Ana Botelho e a Nutricionista da Prefeitura Priscilla Aoki.

Por: Paulo Roberto