bem-vindo
servicos
mar_dengue_960x140
transporte-escolar
940x160valdosprof
940x160valorizacaoservidor
940x160mju94anos
campanhaagasalho2018b_940x160
940x160colseletiva2018
940x160queimadas
940x160iptu6parcela

programa Lote Urbanizado lançado em Vista Alegre

dsc_6087-copia

Na manhã desta quarta feira (06), a equipe da AGEHAB Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul, acompanhados da Primeira Dama Leila Gonçalves Azambuja equipe do Departamento de Habitação, Secretário de Obras Thiago Caminha estiveram fazendo a apresentação do Projeto Lote Urbanizado para os moradores do Distrito de Vista Alegre.
O projeto Lote Urbanizado visa atender famílias com renda de até cinco salários mínimos e que não tenham sido beneficiadas em nenhum Programa Habitacional Federal, Estadual e Municipal.

Como funciona:
O município participa com o terreno e a assistência técnica, o governo do Estado constrói a base da casa até a primeira fileira de tijolos e o cidadão dá continuidade na construção de sua moradia. Para levantar as paredes até a cobertura o prazo é de 6 meses. Depois disso, a cobertura pode ser subsidiada pelo Governo do Estado em até 36 meses, sendo que o beneficiado tem até 24 meses para a conclusão total da casa e só poderá morar nela depois de liberado a habite pelo município.
Para participar primeiramente o pretendente tem que realizar o cadastramento no sistema de inscrição da AGEHAB e, após passar pelo processo de seleção, os mesmos serão chamados e deverão comprovar em documentos que possuem condições financeiras para adquirirem os tijolos e os cimentos até o respaldo.
O projeto que já funciona em alguns municípios, foi lançado em Vista Alegre e neste primeiro momento terá 38 lotes, ou seja, 38 famílias poderão ser beneficiadas.
Para primeira Dama Leila Gonçalves Azambuja, os beneficiados devem levar em consideração as dificuldades de se conseguir casa através de programas sociais e que sendo beneficiados, não venha a comercializar o imóvel, uma vez registrado no Cadastro Único que vale para todo o país, não poderá mais ter outro benefício social.
Secretário Thiago Caminha, reforçou o empenho do Governo do Estado e do Município neste programa, e pediu a população que vão se escrever e se forem beneficiados, que realmente levem em conta as datas de entregas de construção e que não comercializem o imóvel. Thiago disse que a intenção é levar o programa para sede do município, onde vai beneficiar mais famílias.

dsc_6075