135 hectares foram quiemados pelo incendio de terça feira

20768121_1967107666882655_9074757251909016148_n
O Coordenador da Defesa Civil de Maracaju Roberto Carlos de Campos,terminou o levantamento sobre a queimada de três áreas que aconteceu em Maracaju na terça feira. Foram empregados cerca de 60 homens no combate ao fogo, sendo da Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e prefeitura, além de voluntários.
Segundo o levantamento feito pela Defesa Civil,135 hectares foram queimados em três propriedades cerca de 5 quilômetros distantes uma da outra
Fazenda Noroeste, maior área queimada com 90 hectares, o foco atingiu 35 hectares da aldeia indígena Sucuriy e o terceira queimada registrada, queimou 40 hectares de um terreno particular, ao lado da Fundação MS.
O coordenador municipal da Defesa Civil em Maracaju, Roberto Carlos de Campos, disse que não houve prejuízo considerável na lavoura. “O fogo atingiu palhadas de milho já colhido. Houve o combate dos focos para que não chegasse na área que havia milho a colher”, informou.
O relatório pronto integrará uma base de dados nacional da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil.
Por: Paulo Roberto