Alunos das escolas de Vista Alegre  são premiados pelo Agrinho 2017

banner_agrinho_2017_art

O Agrinho é o programa de maior responsabilidade social do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – SENAR/MS e da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul -FAMASUL, que visa o despertar da consciência de cidadania por meio do desenvolvimento de temas transversais tendo como linha condutora a Ética e a Sustentabilidade com foco na conexão campo-cidade, que orientam e legitimam a busca de transformações da realidade local e de seus sujeitos sociais.

Em Mato Grosso do Sul, o Programa Agrinho é desenvolvido no Ensino Fundamental das escolas da rede pública em parceria com as Secretarias Municipais e de Estado de Educação. Dessa maneira, o programa trabalha com uma proposta pedagógica baseada na Interdisciplinaridade e na Pedagogia da Pesquisa, abordando  temas relacionados à ética, saúde, meio ambiente, orientação sexual, pluralidade cultural, trabalho e consumo, e temas locais,  com enfoque na preservação ambiental.  O resultado do Agrinho de 2017 já foi lançado pela Federação de Agricultura  e novamente escolas de Maracaju estão classificados entre os melhores trabalhos de desenho e redação, o que vem enaltecer o trabalho realizado pelos  envolvidos, desde o aluno, professor, este ano 4 alunos foram premiados, 3 da escola Julio Miller Pólo,   1 Ciro Aniz.

1º ANO DESENHO

GABRIELLY BARROS DA SILVA –  E.M CIRO ANIZ – PROFESSORA RAQUEL ROMEIRO PIRES ROVEDA

6º ANO REDAÇÃO

ALAN DA SILVA GABRIEL – E.M JULIO MULLER  – PROFESSORA  JUVANETE PEREIRA NUNES

REDAÇÃO – 7º ANO

LIVIA THAISE DOS SANTOS E.M JULIO MULLER – PROFESSORA  ALINE NORMA DA SILVA KUHN

8º ANO REDAÇÃO

BRUNA FLORES DE SOUZA  E.M JULIO MULLER – PROFESSORA  LUCIA CECILIA ASSMANN DOS SANTOS

A entrega dos prêmios será realizada no próximo dia 26 de outubro em uma cerimônia bastante concorrida, somente neste dia é que vai saber  a posição de cada um dos premiados. O evento acontece em campo Grande.

Premiação – Neste ano, o número de participantes que serão premiados aumentou de três para cinco em cada categoria. Nas categorias desenho e redação, os prêmios vão de uma bicicleta até um notebook para os alunos e R$ 500 para os professores.

Na categoria da experiência pedagógica, vão de R$ 1 mil a R$ 8 mil para os professores e de R$ 500 a R$ 1 mil para os coordenadores. Na escola Agrinho, de R$ 800 a uma lousa digital para os colégios e de R$ 1 mil a R$ 4 mil para os coordenadores.

Por: Paulo Roberto