Dezembro é considerado o Mês Vermelho, mês de combate a Aids

img_3895 img_5375

Em Maracaju a Campanha começou no dia 01 de dezembro que é o dia mundial de combate a AIDS , a Enfermeira Daise e Assistente Social Luciana do Programa de IST/AIDS/HV estiveram nas emissoras de rádio, falando sobre a  prevenção da transmissão do vírus HIV.

Segundo as profissionais da Secretaria de Saúde o perfil epidemiológico das pessoas que convivem com o vírus HIV são:

61 % do sexo masculino

75% considerados heterossexuais

59% casados ou união estável.

Enfocaram ainda que além do uso do preservativo como forma de prevenção, a testagem rápida é de fundamental importância para o diagnóstico precoce do vírus HIV. Quanto mais cedo diagnosticar melhor prognóstico de tratamento e de sobrevida das pessoas.

Somente de dezembro de 2015 a novembro de 2016  vieram a óbito 10 pessoas infectadas pelo vírus, ao qual o diagnóstico foi tardio ou que não aderiram corretamente ao tratamento.

No dia 02 de dezembro a Secretaria de Saúde  realizou através da Enfermeira Daise e Assis. Social Luciana um bate-papo com profissionais da empresa COPASUL orientando e esclarecendo sobre HIV/AIDS: formas de transmissão, prevenção, tratamento e o preconceito da sociedade, que existe em torno das pessoas que convivem com o vírus HIV.

No dia 03 de dezembro nas unidades do Cambaraí, Nestor Muzzi e Central, foram realizados testagem rápida de HIV para toda a população. A adesão ao teste rápido de HIV ainda é baixa em nosso município, porém todas as unidades de saúde estão realizando testagem o ano todo. Somente nesse ano já foram realizados 942 testes em gestantes, lembrando que a gestante realiza no mínimo 03 testes rápidos de HIV durante a gravidez. Para a população em geral foram realizados 260 testes.

A Secretaria de Saúde reforça a importância do diagnóstico precoce, mas para isso é preciso se testar.

img-20161205-wa0004

Por: Paulo Roberto