Em entrevista, Secretária fala da pasta da Assistência Social de Maracaju

 

ilma-2

A entrevistada desta sexta feira (26 de outubro) no programa Primeira Hora da Rádio Cidade FM 104,3 foi a secretária de assistência social Ilma Aquino que abordou com os jornalistas Paulo Roberto e Osmar Silva assuntos pertinentes a sua pasta.

CRAS

Ilma Aquino mencionou que a pasta é dividida em atendimentos e complexidades, as pessoas que estão com vulnerabilidade familiar e necessitam de um acompanhamento e fortalecimento do vínculo familiar são, na maioria das vezes, atendidos pelo CRAS – Centro de Referência a Assistência Social, “ no qual engloba crianças, adolescentes, adultos, idosos que necessitem de acompanhamento, orientação e garantias de educação, saúde, assistência social, La realizamos um cadastramento no CAD Único Nacional, para traçar se tem o perfil para o atendimento ou garantias de benefícios, como bolsa família, passagens gratuitas para idosos, entre outros, orientações de psicólogos e assistentes sociais, no qual não fica apenas no período comercial, atendemos também no período noturno e itinerante, para que possamos atingir e disponibilizar às famílias o acesso  ao atendimento”.

Ilma Aquino lembrou ainda que inúmeros cursos são ofertados em diversos segmentos, “ mais uma oficina foi iniciada no Projeto Ação Jovem, onde  50 adolescentes estão se especializando como Agentes Ambientais, desde 2014 foi implantado onde centenas de jovens foram qualificados, aprendem a separar o lixo do material reciclável, descartes, o trabalho da Associação de Catadores de  Materiais Recicláveis, no qual saem como multiplicadores em potencial “. A secretária lembrou também dos cursos de gestantes, Grupo de Assistência das Famílias, no qual orienta as mães e as estimula a ter um maior vínculo afetivo com o bebê, outra ação é o Café com prosa, destinado a melhor idade com aulas de alongamento, oficinas, coral e dança. Outro assunto abordado foi quanto ao trabalho realizado no projeto mirim, “com  crianças e adolescentes  que necessitam de acompanhamento para que não se rompa o vínculo familiar, além de atividades como karatê, judô capoeira, informática, dança, oficina de teatro, tanto em Maracaju, quanto no distrito de Vista Alegre”, enfatizou Ilma.

 

CREAS

Quando o assunto é de alta complexidade, no qual o cidadão perdeu o vínculo familiar ou sofreu violência doméstica, os atendimentos da Secretaria de Assistência Social estão voltados para o CREAS – Centro de Referência Especialidade de Assistência Social, “ estrategicamente é localizado próximo ao Fórum, Delegacia, Conselho Tutelar, Delegacia da Mulher, para atender aquele cidadão que já perdeu o vínculo familiar ou sofreu violência sexual ou doméstica, ou seja, pessoas em vulnerabilidade elevada no qual é ofertada  e oferecida ajuda e auxílio, muitos são levados de volta ao seio familiar, porém alguns estão na rua e não querem, temos  equipe capacitada para orientação social, fortalecer quem tem vínculo rompidos e orientá-los na melhor forma possível, com relação a alta complexidade, como exploração sexual, as vezes é retirada do meio familiar para equipe trabalhar e fortalecer vínculo ou desvincular para ir para adoção”. Finalizou