Município de Maracaju aderiu à Ação Saberes Indígenas na Escola 

reuniao-escola-indiginaA reunião aconteceu na Secretaria Municipal de Educação de Maracaju  a comissão de professores indígenas do Fórum Estadual de Educação Escolar Indígena – FOREEIMS com o objetivo de planejar a participação dos educadores indígenas de Mato Grosso do Sul no II Fórum Nacional de Educação Escolar Indígena – FNEEI, que se reunirá na cidade de Brasília, na Universidade de Brasília (UnB), entre os dias 24 e 28 de outubro.
A reunião do Fórum começou pela aldeia Sucuri’y, com visita à Escola Indígena Velário Sucuri’y, onde os trabalhos as práticas pedagógicas para valorização da cultura indígena Guarani e Kaiowá foram apresentadas pela gestora de educação indígena, professora Rosely Fialho, da etnia terena. A educadora destacou as melhorias implantadas na escola que passou por reforma recente, destacando a atuação dos professores indígenas, além de aproximadamente sessenta crianças matriculadas do primeiro ao sexto ano.
Participaram da reunião, representantes da Faculdade Intercultural Indígena – FAIND, da Ação Saberes Indígenas na Escola, do Centro de Formação de Professores Indígenas, do Fórum Nacional de Educação Escolar Indígena, da Secretaria Municipal de educação de Maracaju e dos Povos do Pantanal. Durante a reunião, foi discutida a conjuntura da educação escolar indígena no país e no estado, a metodologia e a forma da participação do Mato Grosso do Sul no Fórum Nacional e assinada a adesão do município de Maracaju à Ação Saberes Indígenas na Escola, pela secretária municipal, professora Cleoerdes Fátima Barbosa Carneiro.
De acordo com o professor. Neimar Machado de Sousa (FAIND/UFGD), a Ação Saberes Indígenas na Escola, instituída pela portaria MEC n. 1.061/2013, é umas das ações do programa nacional dos territórios etnoeducacionais. No Mato Grosso do Sul, a Ação é executada em rede, constituída por quatro universidades: UFMS, UFGD, UEMS e UCDB. Um dos objetivos deste projeto é a promoção da formação continuada de professores que atuam na educação escolar indígena na educação básica.

Por: Paulo Roberto