Parceria entre prefeitura e caixa econômica federal desenvolverá projeto para mobilidade urbana em Maracaju

 

O Projeto desenvolvido para mobilidade urbana, onde será todo avaliado o transito de Maracaju, ruas de mão dupla, ou mão única, determinação de sinalização horizontal e vertical, lombadas eletrônicas e semáforos deverá ser colocado em pratica em breve.
A assinatura de contrato para o estudo e implantação do sistema aconteceu nesta quarta feira (09), entre a prefeitura e a caixa econômica federal.
O ato foi no gabinete do prefeito Maurílio Ferreira Azambuja com a presença do Gerente Regional da Gerência de Governo da Caixa Econômica Federal, Geoge Makita, e contou com a participação de secretários municipais.
O convênio e de 500 mil reais, deste total 300 mil serão destinados para aquisição de equipamentos para serem utilizados na pintura e sinalização das ruas.
Segundo o prefeito Maurílio Ferreira Azambuja esse projeto de mobilidade urbana é de extrema necessidade pelo crescimento de Maracaju e a quantidade de veículos trafegando. “É necessário um estudo aprofundado, para poder conhecer a realidade do nosso transito, e, assim poder tomar as medidas que venham a melhor o trafego trazendo tranqüilidade a motoristas e segurança aos pedestres”, disse o prefeito.
Secretário de governo Frederico Feline disse que o convênio foi conseguido através do deputado federal Elizeu Dionísio, esse valor é para atender uma exigência da lei que a partir de 2020, todos os municípios terão que apresentar o plano de mobilidade urbana e estudo de trafego. “O prefeito Maurílio fez o pedido junto ao deputado e mostramos as necessidades e fomos em busca da aprovação do projeto para o financiamento. É bom lembrar que Maracaju é um dos pioneiros também neste projeto para mobilidade urbana e estudo de trafego”, disse Frederico.