Pronto Socorro: começam as obras

DSC_6288

Mais obra e investimentos foram anunciados nesta sexta feira (01) para Maracaju.  O evento aconteceu na Câmara Municipal  e contou com a presença  do Deputado Federal Geraldo Resende que junto com o Senador  Moka foram os autores da emenda que liberou  Dois Milhões,com aporte de mais 700 mil de recursos próprios do município.  500 mil já estão liberados e a obra começa de imediato, durante a assinatura da ordem de serviço o prefeito Maurílio Ferreira disse que a saúde foi seu carro chefe e que é um sonho a realização do Pronto Socorro.. “A construção deste Pronto Socorro vai resolver um dos principais problemas da área de saúde de Maracaju, graças ao apoio desses dois parlamentares, que muito contribuem com a saúde de nosso Município”, espero que a emoção que sinto seja  a emoção que a comunidade sinta diante desta conquista, concluiu Maurílio. Foi do prefeito o pedido da construção do pronto socorro.

IMG_3707

Estrutura

O novo Pronto Socorro de Maracaju será construído ao lado do Hospital Municipal, e terá cerca de 1.130 mil metros quadrados de área construída, contendo espaços para recepção, sala de espera para 50 pessoas sentadas, posto de enfermagem, observação com 10 leitos, sala de emergência com 85 m2 para atendimento de três pacientes simultaneamente, sala de ultrassom, sala de Raio-X, sala para emissão de laudos, sala de gesso, triagem, consultórios, sanitários e salas para repouso dos profissionais.

Onde vou  vejo uma obra que consegui trazer para  os municípios do Estado, Maracaju não é diferente sou o parlamentar que mais contribui com a área de saúde “A construção de um pronto socorro foi um pedido apresentado pelo prefeito Maurílio Azambuja ainda no período da campanha.  E fizemos eu e o Moka o compromisso de trazer essa obra e hoje ela é de fato  e de direito de Maracaju, me sinto em casa neste município e trabalhar com uma pessoa séria e competente como o Maurílio é ainda mais gratificante; aqui o dinheiro que vem não some, ele é prestado conta para a população”, disse Geraldo.

DSC_6329

Por: Paulo Roberto