Terrenos baldios sujos serão notificados e multados, menciona Secretário.

 

tiago-2

O Secretário de Obras Thiago Caminha foi o entrevistado desta quarta feira (24) no programa Primeira Hora da Rádio Cidade FM 104,3. Entre os assuntos abordados o secretário explanou sobre gestão pública, terrenos baldios, dengue, asfaltos, drenagem, entre outros.

No tocante ao assunto sobre terrenos baldios, chegada do verão, chuvas intensas e a proliferação de mosquitos e outros animais, o secretário foi enfático, “ o município é responsável pelos terrenos públicos, vias públicas, já o terreno particular é de responsabilidade do proprietário, estamos desde ontem iniciando ação de autuar os proprietários para que limpe seu terreno baldio, primeiramente será notificado, terá um prazo para limpeza, caso não realize será multado, também iremos limpar o terreno e cobrar do proprietário em dívida ativa”.

Thiago Caminha disse que a medida é necessária, pois, a proliferação de animais neste período é intensa, “a limpeza é imprescindível, pois neste período chuvoso com terrenos sujos é propício para proliferação do mosquito da Dengue, de escorpião e também de lagarto ‘Teiú’,  a solução é a colocação de fiscais nas ruas para notificar os proprietários que insistirem em não realizar a limpeza dos seus terrenos “. Caminha lembrou ainda que o DNIT deixou de realizar a roçada nas margens da BR 267, no tocante ao mini anel até o rio cachoeira “ nossa equipe de limpeza que mantém as áreas públicas, agora já está cuidando da limpeza deste setor também”.

Em resposta a populares que questionaram no programa sobre as pessoas que jogam água servida, ou seja, água de pia, louça, tangue de roupa, entre outras o secretário disse que este ato é crime, “ é infração ao Código de Postura do Município, não pode soltar água servida , é crime, serão notificados e multados, devido a superficialidade do lençol freático é mais preocupante ainda, a  solução é a  ampliação da rede de esgoto em nossa cidade, o Governo do estado, através da Sanesul já está realizando a obra de esgoto, nos locais que serão implantados quando chegar o esgoto, o proprietário deverá anular a fossa e realizar a ligação”.

Outra reclamação foi na região do conjunto Giazone, quanto a drenagem, Thiago lembrou que a região do Giazone, bem como do Conjunto Fortaleza estão inseridos no PAC e as obras estão em andamento “ as obras são de asfalto, calçada, drenagem e boca de lobo, na região do Fortaleza está faltando apenas a colocação das ‘bocas de lobo’,  provavelmente em Fevereiro de 2019 já estaremos realizando a construção das bocas de lobo na região do Giazone”, enfatizou secretário.

Com relação ao asfalto nas regiões dos conjuntos Ilha Bela e Porto Belo secretário mencionou que, por enquanto tem projeto definido apenas para o conjunto Ivan Loureiro, “ainda não tem projeto definido para pavimentação para os dois bairros, porque a solução de drenagem na região é complexa, há uma solução parcial para Porto Belo, porém Ilha Bela estaremos dando suporte por enquanto, mas estamos buscando a solução”.