Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Maracaju - MS e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Maracaju - MS
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Youtube
Rede Social Linkedin
Rede Social Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
FEV
16
16 FEV 2022
FAC
GOVERNO
SAÚDE
Em parceria com o Governo do Estado, Primeira Dama elabora Plano Anual do Projeto “Bem Nascer” juntamente com a Secretaria de Saúde
enviar para um amigo
receba notícias
PROCESSANDO ÁUDIO
Primeira-Dama Meire Calderan, Madrinha do projeto em Maracaju se reuniu com integrantes da Secretaria Municipal de Saúde.
 
Na última terça-feira 15-02, a Prefeitura de Maracaju através da Primeira Dama Meire Calderan juntamente com a Secretaria Municipal de Saúde, realizaram a primeira reunião com o objetivo de elaboração do planejamento do ano de 2022 das ações ligadas ao Projeto Bem Nascer em parceria do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul.
 
No município o “Bem Nascer” conta com o apoio e apadrinhamento da Primeira-Dama Meire Calderan que acompanha de perto as ações voltadas à saúde da mulher, incluindo atendimento básico, acompanhamento de gestantes e exames, desde o início da gravidez até o nascimento da criança.
 
Este projeto visa reduzir e extinguir a mortalidade de mulheres grávidas, bem como dos bebês recém-nascidos, contando com a parceria do Governo do Estado, elaboramos ações visando fortalecer ainda mais o nosso sistema público de saúde, melhorando e investindo em equipamentos, transporte de pacientes, novos profissionais e qualificação, tudo isso, envolve o Bem Nascer e em Maracaju, trataremos este tema com total prioridade.” Explicou a Primeira-Dama Meire Calderan.
 
De acordo com Fernanda Pieri, Coordenadora de Saúde da Mulher de Maracaju o município conta com excelentes índices na questão de saúde da mulher e do bebê, mas o objetivo é melhorar ainda mais questões ligadas ao atendimento das mães maracajuenses.
 
A Secretaria Municipal de Saúde está atenta a saúde da mulher, realizando e elaborando ações voltadas a saúde, especialmente das mamães e seus bebês. Agora com o Bem Nascer, teremos um programa especial voltado a esta temática, Maracaju está preparada para atender mais e melhor nossas mulheres, agradeço o empenho da Primeira-Dama Meire Calderan nesta importante ação em nossa cidade.” Explicou Fernanda.
 
Participaram da reunião a Primeira-Dama Meire Calderan, Diretora de Departamento do FAC Mary Saad e as integrantes da Secretaria Municipal de Saúde, Coordenadora de Saúde da Mulher Fernanda Pieri e a Coordenadora de Atenção Básica Rubya Machado Mendonça.
 
Sobre o Bem Nascer – Mato Grosso do Sul
 
Embora Mato Grosso do Sul venha reduzindo os índices de mortalidade materna e infantil nos últimos anos, muito ainda pode ser feito para que haja melhora na qualidade dos serviços de saúde e mortes sejam evitadas.
 
O ‘Bem Nascer MS’ tem como madrinha, a primeira-dama do Estado, Dona Fátima Azambuja, que terá a missão de promover o engajamento de prefeitas e primeiras-damas como madrinhas municipais deste projeto, assim com toda sociedade convidada a colaborar com esta missão.
 
Assim, Mato Grosso do Sul sai na frente com o lançamento deste projeto tendo clara a missão e definição sobre o 'Bem Nascer MS'. O Projeto ainda conta com uma plataforma digital que reúne diversas informações como materiais de campanha, informativos, dados sobre mortalidade materna e infantil no Estado.
 
O desafio de reduzir os índices de mortalidade materna e infantil não é exclusividade de Mato Grosso do Sul, o Brasil precisa atingir até 2030, metas de redução da mortalidade materna, conforme ação definida nos ‘Objetivos do Desenvolvimento Sustentável’ (ODS), considerando morte materna como todos os óbitos que ocorrem durante a gravidez ou até os 42 dias seguintes ao parto, para cumprir acordos firmados com a ONU. A meta é reduzir até 2030, a razão de mortalidade materna para menos de 30 por 100 mil nascidos vivos e também a redução da mortalidade infantil para um único dígito.
 
Autor: Tiago S. Rodrigues DRT 1785/MS - Assessor de Comunicação Responsável
Seta
Versão do Sistema: 3.2.5 - 03/08/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia