Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Maracaju - MS e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura Municipal de Maracaju - MS
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Linkedin
Rede Social Instagram
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
NOV
21
21 NOV 2023
SAÚDE
No mês de enfrentamento a Dengue, Zika e Chikungunya, Prefeitura de Maracaju realiza ação com o Projeto Ovitrampas.
enviar para um amigo
receba notícias
Ação contou com crianças da Escola Maurícia Paré e Projeto Bombeiros do Amanhã que levaram armadilhas do Aedes aegypti para suas casas.

A Prefeitura de Maracaju por meio da Secretaria Municipal de Saúde segue realizando ações importantes de combate ao Aedes Aegypti e dentre as ações do “Mês de Enfrentamento à Tríplice Epidemia: (Dengue, Zika e Chikungunya)” o Departamento de Endemias realizou uma ação de conscientização e sensibilização com crianças da Escola Municipal Maurícia Paré e do Projeto Bombeiros do Amanhã.

Na ocasião, crianças levaram para casa uma armadilha chamada “Ovitrampa” para capturar ovos do mosquito transmissor Aedes aegypt, sendo que 7 (sete) dias depois as crianças trouxeram as armadilhas de volta e fizeram a análise de cada armadilha, verificando se encontraram ovos ou não. As crianças também foram orientadas quanto ao ciclo de vida do Aedes aegypti, as doenças que ele transmite, os métodos de controle e forma de evitar a sua proliferação.

SOBRE A OVITRAMPAS

Maracaju é um dos municípios escolhidos para participar do projeto de Vigilância Entomológica utilizando armadilhas de oviposição (Ovitrampas), em parceria com FIOCRUZ, Ministério da Saúde e Governo do Estado de Mato Grosso do Sul. O projeto iniciou em maio deste ano e conta com 201 armadilhas instaladas em todas as regiões da cidade.

Estas armadilhas são reservatórios artificiais que simulam condições ideais para que as fêmeas do mosquito depositem seus ovos. São recipientes escuros contendo água, atrativos e um suporte para que os mosquitos possam depositar os ovos.

A importância das ovitrampas está na sua utilização como instrumento de monitoramento e controle populacional do Aedes aegypti como:

1 - Monitoramento: As ovitrampas são utilizadas para monitorar a presença e a densidade populacional do Aedes aegypti em determinadas áreas. Ao coletar os ovos depositados, é possível estimar a quantidade de mosquitos presentes na região.

2 - Controle: Uma vez que os ovos são coletados, eles podem ser tratados com substâncias que impedem a eclosão das larvas, interrompendo o ciclo de reprodução do mosquito. Isso reduz a quantidade de mosquitos adultos que emergiriam.

3 - Localização de focos: As ovitrampas ajudam a identificar locais específicos com alta atividade de reprodução do mosquito. Isso permite a implementação de medidas direcionadas de controle, como a remoção de criadouros e, se necessário, a aplicação de inseticida.

Desde o início do projeto já foram coletados e eliminados 51.682 ovos de Aedes aegypti. 

Autor: Tiago S. Rodrigues DRT 1785/MS - Assessor de Comunicação
Seta
Versão do Sistema: 3.4.0 - 05/02/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia