Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Maracaju - MS e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura Municipal de Maracaju - MS
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Linkedin
Rede Social Instagram
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
AGO
15
15 AGO 2023
GESTÃO
PLANEJAMENTO E FINANÇAS
PREFEITURA
Com presença de lideranças locais, Maracaju participa da mobilização municipalista sobre a Reforma Tributária em Brasília.
enviar para um amigo
receba notícias
Prefeito Marcos Calderan e o Secretário de Planejamento e Fazenda estão no evento que busca pleitear junto ao parlamento o não avanço de retirada de competências e receitas municipais.

Nesta terça-feira 15-08 a Prefeitura de Maracaju, devidamente representada pelo Prefeito Marcos Calderan e o Secretário de Planeamento e Fazenda, André Hadlich cumprem agenda em Brasília / DF na “Mobilização Municipalista” organizada pela Confederação Nacional dos Municípios – CNM.

O movimento municipalista defende uma Reforma Tributária justa, os municípios colocaram seu tributo na mesa para construir, de forma conjunta, um sistema tributário unificado e integrado entre os Entes Federados, criando uma tributação que propicie um melhor ambiente de negócios, assim o objetivo é atuar, unindo uma frente ampla de municípios, pleiteando que o parlamento não avance sobre a retirada de competências e receitas municipais ou que outros entes se imponham sobre a autonomia local.
A PEC 45, conhecida como PEC da Reforma Tributária, teve avanços na Câmara Federal, mas mudanças são necessárias no Senado Federal.

SOLUÇÕES
Sobre o que a CNM tem feito para minimizar alguns gargalos das administrações municipais, como a cobrança para que sejam pagas emendas parlamentares do primeiro semestre do ano que estão em atraso. A redução em emendas de custeio no primeiro semestre de 2023 em comparação a 2022 foi de quase 73%, passando de R$ 10,43 bilhões para R$ 2,80 bilhões. Avaliando o total de emendas, a redução foi de 58%, passando de R$ 13,24 bilhões para R$ 5,62 bilhões.
Outra questão vista pela CNM como uma resolutiva para amenizar a situação dos Municípios é o aumento de 1,5% do FPM com a aprovação da PEC 25/2022, que tramita na Câmara dos Deputados, e estabelece adicional de 1,5% ao FPM, a ser entregue no mês de março de cada ano.

SOBRE A MOBILIZAÇÃO
Com a participação de 1,8 mil gestores municipais, a Mobilização Municipalista ocorre hoje e amanhã (15 e 16 de agosto). Na pauta, estão a queda de arrecadação enfrentada pelos Municípios e a defesa do movimento municipalista por uma Reforma Tributária justa. Além disso, será momento de lutar pelo avanço de pautas de interesse dos Municípios que estão aguardando tramitação no parlamento.
Com informações da CNM
 

 
Autor: Tiago S. Rodrigues DRT 1785/MS - Assessor de Comunicação
Seta
Versão do Sistema: 3.4.1 - 29/04/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia